Precisamos falar sobre o Sarampo


Essa velha e conhecida doença está fazendo vítimas fatais em diferentes regiões do mundo. Em Nova Iorque, um recente surto obrigou o governador a tomar medidas mais radicais em relação às pessoas que não se vacinam. No Congo, uma epidemia já matou mais do que a temida Ebola. No Brasil, o Ministério da Saúde chegou a cogitar campanha de vacinação, mas voltou atrás, porém se mantendo atento ao cenário e garantindo a entrega imediata de vacinas aos estados que solicitarem a mesma.

O estado de Nova Iorque eliminou, no último dia 13, a isenção religiosa que permitia aos nova-iorquinos não se vacinarem por motivos religiosos. A medida foi assinada pelo governador Andrew Cuomo, após aprovação no Congresso local, em resposta ao atual surto de sarampo no estado, que afeta principalmente uma comunidade de judeus ortodoxos. A lei entrou em vigor imediatamente, e estudantes não vacinados terão 30 dias para provar que receberam cada vacina requerida.

Enquanto isso, no Congo, o governo declarou, no último dia 10, uma epidemia de sarampo, que, segundo as cifras mais recentes do Ministério da Saúde mostram, já matou ao menos 1.500 pessoas – mais de uma centena além daquelas mortas pelo Ebola.

Enquanto as autoridades de saúde se concentravam na muito mais fatal febre hemorrágica viral do Ebola, que se concentrou no leste sem lei da República Democrática do Congo, cerca de 65 mil casos possíveis de sarampo foram relatados no vasto país do centro africano.

No Brasil, a cidade de São Paulo tem surto de sarampo com registro de 32 casos confirmados da doença, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. Já no Rio de Janeiro, a notificação de casos de sarampo alcançou a marca de 36 casos, sendo somente 7 confirmados. No caso do Pará, o estado recebeu a notificação de 132 casos suspeitos de sarampo e confirmou 53 deles até 5 de junho.

Em março, o Ministério da Saúde confirmou que o Brasil perderá o status de país livre do sarampo, após registrar um caso no Pará e não conseguir interromper a transmissão da doença.

Leia a matéria com a Amanda Reis, gerente de imunização da Beep Saúde, e assista ao seu vídeo falando sobre a importância da vacina.

Aproveite e agende a sua vacina contra o Sarampo, nossa equipe ‘mãos de fadas’ vai até a sua casa, de domingo a domingo!

Fontes:

Folha de São Paulo
G1 Ciência e Saúde
G1 Bem Estar

Previous Dúvida sobre a Meningocócia ACWY
Next Palavras de Luiz Costa, nosso CTO!