Novembro Azul, o mês de alerta ao câncer de próstata


Novembro Azul: mitos e verdades sobre câncer de próstata

Novembro é o mês dedicado à conscientização da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, tipo muito comum entre os homens. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a doença é a segunda mais comum entre os homens no Brasil e teve a estimativa de mais de 68 mil casos em 2018. As maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho. Pode-se suspeitar de câncer da próstata pelo toque digital, ultrassonografia e pela dosagem de PSA elevada no sangue.

Destacamos alguns mitos e verdades que precisam ser esclarecidos sobre a doença:

Vasectomia causa câncer?


MITO. No passado, essa era uma preocupação que inclusive afastava os homens da cirurgia esterilizadora. Hoje, após muitas avaliações robustas e estudos epidemiológicos, nenhuma relação entre vasectomia e câncer de próstata foi encontrada.

A alimentação interfere nas chances de desenvolver a doença?


VERDADE. Hábitos de vida saudáveis, aqueles que melhoram a eficiência do seu sistema imunológico, ajudam a controlar as células cancerosas. Lembre-se que o sistema de defesa é uma espécie de faxineiro que elimina as células defeituosas evitando que se desenvolvam fora do controle do organismo. No caso específico dos tumores da próstata, sabe-se que uma alimentação rica em gorduras favorece o aparecimento e crescimento do câncer. Portanto, adote hábitos saudáveis: alimente-se com equilíbrio e pratique atividade física regularmente. Controle seu peso, evite fumar e beber em excesso.

O câncer de próstata é uma doença do idoso?


MITO. O câncer da próstata pode ocorrer em homens de qualquer idade, sendo mais comum após os 45 anos. O Novembro Azul visa alertar o público masculino a procurar sempre por avaliação médica mesmo que não esteja sentindo nada. Homens com histórico familiar de câncer de próstata ou de mama, devem iniciar o periódico da próstata a partir de 40 anos.

Muita atividade sexual pode aumentar as chances de câncer de próstata.


MITO. Exatamente o contrário. Estudos apresentaram que o número de ejaculações mensais interfere na chance de desenvolvimento de câncer da próstata. Homens que realizavam mais de 20 ejaculações por mês tinham significativa redução nos casos de câncer em comparação com o grupo controle.

Homens afrodescendentes têm mais chance de ter câncer de próstata?


VERDADE. A explicação atualmente aceita para isso é que os negros possuem maior sensibilidade androgênica, ou seja, maior ação decorrente da interação entre a testosterona e seu receptor. Como os tumores de próstata, em sua maioria, são hormônio dependentes na fase inicial, esse ambiente mais sensível à testosterona poderia ser a explicação para predisposição.

Quem opera a próstata fica impotente?


MITO. Existem diferentes doenças na próstata e cada situação merece um tratamento diferente. Quando a melhor opção é a cirurgia, é preciso destacar que existem diferentes tipos de procedimentos. Caso seja necessária a retirada de toda a glândula, junto com as vesículas seminais e os gânglios vizinhos, o risco de impotência ou disfunção erétil existe

Quem ejacula mais tem menos doenças da próstata?
VERDADE. Vários estudos demonstram que o homem que ejacula com maior frequência tem menos doenças da próstata, inclusive o câncer. A possível explicação para isso seria o fato de que a próstata é responsável pela produção da maior parte do sêmen. Quando ocorre a ejaculação, as secreções prostáticas são liberadas e renovadas, gerando condições favoráveis para a manutenção da saúde das células.

Gostou deste conteúdo?
Contribua com esta campanha e compartilhe com seus amigos.

Fontes: Inca
Fundação do Câncer

Previous Quais são as reações da vacina Hexavalente?
Next Dia Mundial do Diabetes - o que você precisa saber!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.