Alimentação da mãe lactante


Mãe amamentando

Ainda no clima do Dia das Mães, preparamos esse MITOS e VERDADES para as mães, que sempre levantam muitas dúvidas em relação ao tema, principalmente as de primeira viagem.

Tire as suas dúvidas e curta essa conexão entre mãe e filho com a calma e a leveza que esse momento especial merece.

Existe alimento que aumente a produção de leite?

MITO! Não existe comprovação que alguma comida ou bebida aumente ou reduza a produção de leite materno. O que determina a produção de leite é a quantidade de vezes que o bebê mama no peito ou quanto mais a mãe esvazia suas mamas. Ou seja, quanto mais o bebê mamar, mais leite a mãe terá.

A cerveja preta estimula o aumento da produção de leite?

MITO! Além de não haver evidências de que a bebida promova aumento da produção de leite, pode ser arriscado o consumo de qualquer tipo de álcool, pois ele passa para o leite materno. Portanto, cervejas não devem ser consumidas.

Tomar chá é uma boa opção na amamentação

VERDADE! O chá de Capim-limão, inclusive,é ótimo para a mãe relaxar. Somente os chás estimulantes não são recomendados nesse período.

Devemos aumentar o consumo de água na amamentação?

VERDADE! Nesse período a mãe sente mais sede, devido ao esforço que o organismo dedica à produção de leite. Portanto, beber mais água do que o habitual é uma dica reforçada pelos médicos, até porque muitas mães esquecem de incluir esse hábito no dia a dia.

Se me alimentar mal, meu leite sai fraco?

MITO! Não existe leite fraco! O leite materno tem todas as substâncias e vitaminas na quantidade certa para o bebê crescer e se desenvolver sadio. Toda mãe produz o melhor leite para o seu filho, independentemente da origem e classe social. A mãe deve sempre optar por alimentos mais saudáveis, consumindo o máximo possível de alimentos in natura, como frutas, legumes, verduras, arroz, feijão, carnes, e preparações ou receitas caseiras. Alimentos ultra processados, feitos pela indústria, que vêm nas caixinhas ou embalagens, prontos para aquecer, em geral têm muito sódio e devem ser evitados, pois favorecem doenças do coração, diabetes e vários tipos de câncer, além de contribuírem para o risco de deficiências nutricionais.

Previous TODA CRIANÇA É ESPECIAL
Next Slime: o que os pais precisam saber