Dia Nacional da Vacinação, saiba a importância desta data!


Neste Dia Nacional da Vacinação, além das esclarecidas palavras da nossa Gerente de Imunizações, Amanda Junqueira, destacamos as principais informações sobre a importância da vacinação para que você tenha em mãos em um formato claro e de fácil leitura. 

Vacinar, acima de tudo, é um ato de cidadania. Precisamos esclarecer isso a todos que estiverem ao nosso alcance. 

Vacinação

“Melhor prevenir do que remediar”.

Esse ditado popular é perfeitamente aplicável à vacinação. Foi ela a grande responsável por fazer com que doenças comuns no Brasil deixassem de ser um problema de saúde pública após vacinação massiva da população. 

Se as novas gerações não são familiarizadas com doenças como poliomielite, sarampo, rubéola, tétano e coqueluche – algumas doenças comuns do passado – devemos ao esquema vacinal implantado pela Saúde Pública. O resultado da vacinação não se resume a evitar doenças, vacinas salvam vidas! 

Imunidade

A principal função da vacina é gerar imunidade. Com os mesmos antígenos que causam a doença, porém enfraquecidos ou mortos, a vacina ensina e estimula o sistema imunológico a produzir os anticorpos que levam à imunidade. Portanto, a vacina faz as pessoas desenvolverem imunidade sem ficar doente.

Muitas doenças infecciosas estão cada vez mais raras. Pessoas nascidas a partir de 1990 podem nunca ter tido contato com pessoas com sarampo ou rubéola e, definitivamente, com poliomielite. Isso porque as constantes ações de vacinação foram capazes de controlar e eliminar essas doenças do Brasil.

Então, não preciso vacinar contra essas doenças? Precisa! Essas doenças ainda fazem vítimas em outros lugares do mundo. Com a globalização, as pessoas passam por vários continentes em uma única semana – se não estiverem vacinadas, elas podem trazer as doenças para o Brasil e transmitir para alguém que não esteja imunizado.

Pessoas não vacinadas são a porta de entrada de doenças eliminadas no Brasil.

Serviço de Saúde 

Pessoas não vacinadas, quando doentes, sobrecarregam os serviços de saúde, que deixarão de atender outras doenças para cuidar dessas que poderiam ser evitadas por meio da vacinação. 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as vacinas evitam entre 2 e 3 milhões de mortes por ano. Como explicar à sociedade que um dos maiores avanços contra as doenças na história da humanidade são as vacinas? Como fazer com que todas as pessoas entendam que quando a cobertura vacinal cai, aumentam as chances de surgirem epidemias?

Impacto Econômico e Social 

A vacinação evita doenças, salva vidas e está diretamente ligada às áreas econômica e social. No ponto de vista econômico, quando há surtos, o turismo diminui refletindo nas redes hoteleiras, restaurantes e afins, diminuindo a circulação de dinheiro na cidade, estado, país. Vale ressaltar que quando uma pessoa fica doente, precisa parar de trabalhar. Se ela tem carteira assinada, vai ficar no INSS, se ela não tem, vai deixar de ter remuneração no período em que está doente. 

Na questão social, quando a população deixa de ser vacinada, as pessoas ficam suscetíveis, possibilitando a circulação de agentes infecciosos. E assim, não só quem deixou de se vacinar fica comprometido, mas também aqueles que não podem ser imunizados – seja porque ainda não tem idade suficiente para entrar no calendário nacional, seja por sofrer algum comprometimento imunológico.

Conclusão

Esperamos que o conteúdo tenha esclarecido os pontos mais importantes que precisamos destacar sobre o tema. Se você gostou e conhece alguém que precisa se elucidar sobre a importância da vacinação, compartilhe! Essa é a intenção do Dia Nacional da Vacinação! Como cidadãos, temos a missão de difundir as informações corretas, ajudando a desmistificar o tema e a derrubar o movimento antivacinas que existe, não só no Brasil, mas em diversas regiões do mundo inteiro – afinal, esse movimento, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é uma das dez ameaças para a saúde mundial. 

Fonte | Blog da Saúde/Ministério da Saúde

Previous Vacinação | Mitos que precisam ser derrubados.
Next Mais uma edição do Encontro Beep!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.